Uma escolha simples!

terça-feira, 20 de abril de 2010

Este sempre é o fim dos babões

Mais uma vergonha brasileira
A toda poderosa GLOBO, de tanto rebaixar para ser bozinha com Lulla e seu PT, agora mostra, se desnuda ao povo brasileiro é apenas um intrumento de manobra do PT.
Fonte: Congresso em foco 
19/04/2010 - 19h27

Globo suspende vídeo acusado de ser pró-Serra
Propaganda feita para comemorar os 45 anos da emissora foi tirada do ar depois que coordenador da campanha de Dilma Rousseff na internet enxergou ali mensagem subliminar de apoio ao candidato do PSDB
Rudolfo Lago

Primeiro, o número é o mesmo. A TV Globo está completando 45 anos, e 45 é o número do PSDB, de José Serra, na campanha presidencial. Segundo, o slogan de Serra diz: "O Brasil pode mais", e, na propaganda da emissora, seus artistas contratados repetiam frases que reforçavam sempre a palavra "mais". O coordenador da campanha de Dilma Rousseff na internet, Marcelo Branco, enxergou nesses fatores mais do que coincidências, e manifestou sua estranheza em sua página pessoal no twitter. Resultado: a Globo emitiu uma nota comunicando que tirará o anúncio do ar.

A Globo alega que o vídeo que começou a ir ao ar ontem, no meio da programação da sua revista eletrônica, "Fantástico", foi produzido em novembro do ano passado, quando ainda não havia oficialmente candidatura à Presidência, muito menos slogans já criados.
"Qualquer profissional de comunicação sabe que uma campanha como esta demanda tempo para ser elaborada", diz a nota da Central Globo de Comunicação. "Mas a Rede Globo não pretende dar pretexto para ser acusada de ser tendenciosa e está suspendendo a veiculação do filme", completa.

Para Marcelo Branco, a mensagem subliminar estaria no número 45 e nas frases em que os atores repetem: "Todos queremos mais. Educação, saúde e, claro, amor e paz. Brasil? Muito mais".
Após a nota da Globo, Marcelo Branco postou em seu twitter que aquela não era uma posição oficial da campanha de Dilma, mais "uma opinião pessoal".

2 comentários:

  1. Ué. Não entendi a crítica. Vcs queriam que a Globo mantivesse no ar uma propaganda que poderia influenciar no voto popular, caracterizando campanha?

    ResponderExcluir
  2. Mais seu deus pode não é?
    Ora cale-se!

    ResponderExcluir

Use com moderação e identifique-se